consulta_obesidade_site

CONSULTA OBESIDADE

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a obesidade é uma doença caracterizada pela acumulação excessiva de gordura corporal que, habitualmente, se associa a outros problemas de saúde. A obesidade constitui fator de risco para doenças como a hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, doenças cerebrovasculares, apneia do sono, doenças osteoarticulares, dislipidemias, hipercolesterolemia, diabetes mellitus tipo 2, depressão e alguns tipos de cancro. Atinge homens e mulheres de todas as etnias e todas as idades, com elevados custos socioprofissionais e diminuição da qualidade e da esperança de vida.

-

É considerada uma doença crónica, com enorme prevalência quer nos países desenvolvidos, quer nos países em vias de desenvolvimento, tendo-se registado nas últimas décadas um crescimento exponencial de pessoas com excesso de peso e obesidade. Na realidade, a obesidade é considerada atualmente uma verdadeira epidemia, a epidemia do séc. XXI. Em Portugal, a percentagem de obesos atinge cerca de 15% da população.

-

O principal parâmetro utilizado para avaliar ou determinar o nível de obesidade é o Índice de Massa Corporal (IMC), que se obtém dividindo o peso do individuo pelo quadrado da altura. De acordo com o valor do IMC calculado, o estado de nutrição de indivíduos adultos com excesso de peso ou obesidade é classificado da seguinte forma:

-

- Entre 18,5 e 24,5 – Peso normal
- Entre 25,0 e 29,9 – Excesso de peso
- Entre 30,0 e 34,9 – Obesidade Grau I
- Entre 35,0 e 39,9 – Obesidade Grau II
- Acima de 40,0 – Obesidade Grau III

-

Para além disso, importa também realçar que a medida da distribuição da gordura corporal, na avaliação do excesso de peso e da obesidade, deve ser obrigatória, na medida em que a gordura visceral (intra-abdominal) constitui um fator de risco importante para doenças associadas à obesidade, como diabetes e as doenças cardiovasculares.